IEF / Divulgação

O Parque Estadual Serra do Papagaio, que abrange cinco municípios do Sul do estado, ganhou nova delimitação, a partir de sanção de lei assinada pelo governador Romeu Zema.

O parque, uma das 93 unidades de conservação gerenciadas pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), está presente em Alagoa, Aiuruoca, Baependi, Itamonte e Pouso Alto, área do bioma Mata Atlântica, na Serra da Mantiqueira.

Publicidade

Com as adequações, a área protegida é ampliada em aproximadamente 3 mil hectares, passando de 22.917 para 25.888 hectares. A mudança sancionada pelo governador Romeu Zema é fruto de projeto de lei dos deputados estaduais Antônio Carlos Arantes e Duarte Bechir.

Conservação

A alteração foi subsidiada por uma nota técnica produzida pelo IEF que ratifica a necessidade de readequação dos limites da unidade de conservação. De acordo com a gerente do parque, Lorena Brito, o principal objetivo da mudança é aumentar a efetividade da unidade de conservação.

“Algumas propriedades produtivas de bairros rurais estavam inseridas no parque pela delimitação original, o que não fazia sentido em termos de conservação ambiental. Agora, elas foram retiradas. Outras áreas de relevância para conservação, com fragmentos florestais significativos, foram inseridas, aumentando a proteção dessas áreas”, diz a gestora.

A mudança acrescenta 5,7 mil hectares aos limites do parque e retira outros 2,8 mil hectares, deixando um saldo que amplia a área. O Parque Estadual da Serra do Papagaio foi criado em 1998. A unidade possuiu estruturas como sede administrativa, centro de pesquisa com alojamento, hospedagem de visitantes e mais de 50 atrativos em sua área de abrangência.

Programa Parc

O Parque Estadual Serra do Papagaio é ainda uma das 20 unidades de conservação gerenciadas pelo IEF que fazem parte do Programa de Concessão de Parques Estaduais (Parc), lançado em abril de 2019.

O programa pretende estabelecer modelos de parcerias com o setor privado e o terceiro setor compatíveis com as necessidades das unidades de conservação estaduais. A iniciativa visa contribuir para a inovação na gestão de áreas protegidas, atrair investimentos, gerar empregos e ampliar recursos humanos e financeiros a serem empregados na conservação ambiental.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.